Homem é preso por vender atestado médico falso em SP

Ailton Cesar Balduíno, de 30 anos, escondia os atestados falsos no interior de uma geladeira do bar onde trabalhava

AE |

A Polícia Civil de São Paulo descobriu ontem um esquema de venda de atestados médicos falsificados no centro da capital paulista. Os papéis e carimbos eram armazenados dentro de uma geladeira em um bar da região.

O ajudante Ailton Cesar Balduíno, de 30 anos, foi preso em flagrante e, segundo a polícia, admitiu ser o responsável pela venda dos documentos, que simulavam ser da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.

Segundo o delegado José Roberto de Arruda, da Delegacia de Repressão a Crimes Contra a Fé Pública do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), os policiais se passaram por interessados em comprar atestados médicos e foram levados até o bar.

Balduíno atraiu a atenção quando retirou do interior de uma geladeira um papel com características de atestado médico e os investigadores resolveram fazer a abordagem.

Os papéis tinham carimbo, assinatura e nome de um médico e, dentro da geladeira, os policiais encontraram mais atestados, carimbos e talão de receitas. Segundo Arruda, Balduíno admitiu ter mandado confeccionar todo o material, mas afirmou que o dono do bar desconhecia a atividade que realizava no interior do estabelecimento.

O ajudante foi autuado por falsificação de documento público e o Deic agora reúne informações para identificar onde foram impressos os formulários falsos.

    Leia tudo sobre: atestado médicofalsidadeprisão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG