Homem é preso por suspeita de abusar da filha por 17 anos

Polícia prendeu no interior do Maranhão homem suspeito de manter a filha em cárcere privado e ter 7 filhos com ela

iG São Paulo |

AE
Lavrador preso sob suspeita de abusar e engravidar filha sete vezes
"Quando chegamos eles ficaram com medo. Nunca tinham saído do povoado. Foi difícil convencer a entrarem no carro". Assim a delegada Adriana Costa Meireles descreve o momento em que chegou à casa do lavrador José Agostinho Bispo Pereira, de 54 anos, na cidade de Pinheiro, no interior do Maranhão.

Eles são a filha de Pereira e sete crianças que ele teve, diz a polícia, com a própria filha. A vítima - hoje com 28 anos - foi mantida em cárcere privado por 17 anos, começou a ser abusada aos 12 anos e teve sete filhos com o pai, segundo a polícia.

A prisão aconteceu após uma denúncia anônima, há cerca de duas semanas. "Com a denúncia, começamos a investigar e chegamos à casa de Pereira, por volta das 17h30 de ontem [terça-feira]", afirma a delegada Adriana, responsável pela prisão.

Uma das filhas/netas de Pereira, de 12 anos, também teria sido estuprada por ele. A polícia investiga ainda se as outras irmãs menores eram vítimas de abusos. 

EFE
Interior da casa em comunidade no interior do Maranhão
A vítima e seis dos sete filhos - com idades entre 4 e 12 anos - estavam desnutridos e sem roupa quando os policiais chegaram à casa, na zona rural da cidade. A situação é descrita como sub-humana pela delegada. Uma menina de apenas dois meses, também filha dos dois, havia sido doada a uma família da região, segundo a polícia .

"Eles são pescadores e lavradores e se alimentavam do que produziam. A casa fica distante do povoado. Os vizinhos estranhavam a vítima aparecer grávida, já que ela nunca saía, mas ele sempre dava desculpas sobre a gravidez", explica a delegada Adriana.

Pereira era separado da mãe da filha, que hoje mora em São Luís. A vítima tem outra irmã e dois irmãos, que não moravam com eles. Conforme a polícia, o lavrador disse que "ninguém nunca soube o que acontecia na casa".

EFE
Fachada da casa que lavrador morava com a filha
As filhas/netas foram levadas para fazer exame de conjunção carnal. As outras crianças e a mãe foram encaminhada ao hospital da cidade para tratamento.

Pereira está preso no 2º Distrito Policial da cidade de Pinheiro. Ele deverá responder pelos crimes de abandono material e intelectual - já que a filha e os netos nunca puderam estudar - maus tratos, cárcere privado e estupro.

Josef Fritzel

O caso recém-descoberto pela polícia lembra muito o do austríaco Josef Fritzel, que manteve a filha Elisabeth presa em um porão por 24 anos. Com ela, ele também teve sete filhos, sendo que um deles morreu por falta de atendimento médico, já que ela era impossibilitada de sair do local. No dia 3 de março de 2009, Fritzel foi julgado e condenado à prisão pérpetua.

*com informações da Agência Estado

    Leia tudo sobre: incestomaranhãocárcere privadofilhaabuso

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG