Homem é preso com 471 cartões clonados em São Paulo

Um homem de 25 anos foi preso sexta-feira com 471 cartões de débito e crédito clonados em um flat em Moema, na zona sul de São Paulo. A prisão, divulgada nesta terça-feira, foi realizada por meio da Delegacia de Repressão a Roubo de Joias do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), da Polícia Civil.

Agência Estado |

De acordo com o órgão, o técnico em eletrônica Laércio Isidoro do Nascimento seria um especialista em capturar dados de cartões de débito e crédito. Ele chegou até a desenvolver um equipamento semelhante ao das operadoras, que podia armazenar informações de clientes durante 30 dias.

Para a polícia, o suspeito é um importante integrante do ramo dos criminosos conhecidos como "Raul". Essa é a gíria para os indivíduos que aplicam golpes envolvendo obtenção fraudulenta de dados bancários e falsificação dos cartões magnéticos.

No flat onde ocorreu a prisão, os policiais apreenderam cartões de 14 instituições bancárias diferentes. Também encontraram carteiras de identidade de três mulheres e uma em nome de Emerson Florência, mas com a foto do técnico em eletrônica.

A máquina para capturar as informações dos clientes também estava no local. Os policiais desconfiam que o técnico oferecia o equipamento aos comerciantes. O acusado pagaria uma comissão sobre o faturamento. "A máquina funcionava como a original. Fazia as transações, mas também guardava as informações dos clientes, inclusive senha e número de endosso", disse o delegado Arli Antônio Reginaldo.

Segundo Reginaldo, o técnico em eletrônica também "simulava o pedido de cartões e observava os procedimentos do atendente. Inclusive conseguia decorar a senha de acesso ao sistema e comandos. Quando o funcionário deixava a mesa para realizar algum procedimento, ele acessava dados de outros clientes".

Leia mais sobre: Cartão de Crédito

    Leia tudo sobre: cartão de créditoclonagemsão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG