Homem é preso após conflito entre policiais e garimpeiros em Serra Pelada

BELÉM - Um homem foi preso por porte ilegal de armas na noite desta segunda-feira após o confronto de cerca de 500 garimpeiros com a polícia em Curionópolis, na região de Serra Pelada, no Pará, de acordo com informações da Polícia Militar do Pará. Ele seria segurança da Cooperativa de Mineração dos Garimpeiros de Serra Pelada (Coomigasp).

Redação |

Segundo a PM, o homem se chama Antônio Borges da Silva, tem 48 anos, reside em Serra Pelada e portava um revolver calibre 38, com numeração raspada. Ele foi autuado em flagrante.

O tumulto na região de Serra Pelada começou por volta das 16h quando a Coomigasp, bloqueada desde a última sexta-feira, seria reaberta, segundo informações do diretor-secretário da cooperativa, Sebastião Moreira Menezes.
De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança Pública, a PM interveio para "restabelecer a ordem" e dispersar uma disputa entre os garimpeiros. A polícia estaria no local para garantir que a atual diretoria pudesse assumir a administração.

Durante o confronto, garimpeiros atiraram pedras e paus contra os policiais, que revidaram atirando bombas de efeito moral e balas de borracha contra os manifestantes. Pelo menos dez pessoas estariam feridas, segundo o Coomigasp. A Secretaria de Segurança confirmou que pessoas ficaram feridas, mas não confirmou o número de vítimas e informou que ninguém foi preso na ação.

Segundo Menezes, os manifestantes fazem parte do Movimento dos Trabalhadores na Mineração (MTM) e do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), que são contrários às operações da cooperativa. A Coomigasp movimenta cerca de R$ 200 mil mensalmente.

(Com informações da Agência Estado)

Leia mais sobre: Serra Pelada

    Leia tudo sobre: paráserra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG