Homem confessa ter estrangulado o enteado de 11 anos, diz polícia

ANANINDEUA - A Polícia Civil de Ananindeua, na região metropolitana de Belém, no Pará, prendeu, na noite de terça-feira, Edmilson Bonifácio e Silva, de 42 anos. Ele é suspeito de ter estrangulado até a morte o enteado de 11 anos. Ele confessou o crime. O objetivo era matar os dois filhos da companheira e depois assassiná-la, afirmou a delegada Ione Maria Coelho Pereira, responsável pelo caso.

Redação |

Segundo informações da polícia, Silva passou primeiro na escola do menino mais novo, de apenas oito anos, mas a diretora o impediu de sair com a criança.

Em seguida, por volta das 10h40, ele foi até a escola do enteado mais velho e o levou para a casa dizendo que a mãe iria buscá-lo. Quando ele aguardava sentado na cama, o suspeito teria pegado uma corda de nylon e o estrangulado. 

Segundo a delegada, todo o crime foi planejado. "Ele alugou um quarto e levou as coisas pessoais para fugir", disse. Para escapar, pegou dois táxis. A polícia conseguiu prendê-lo por volta das 20h30.

Ione Pereira explicou que o assassinato foi motivado por vingança, já que no dia 13 de abril a companheira saiu da casa que morava com ele e foi, com os dois filhos, para a residência do pai.

A mulher já teria sido ameaçada de morte e registrado queixa contra o suspeito. "No domingo ela foi buscar algumas coisas na antiga casa e isso o deixou irritado. Felizmente conseguimos prendê-lo, pois ele poderia matá-la", afirmou.

Leia mais sobre: violência

    Leia tudo sobre: assassinatoviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG