Homem atira na cabeça do filho de 2 anos e se suicida

Armado com um revólver calibre 32 e inconformado com a traição, o desempregado Sidney da Luz Nascimento, de 24 anos, fez reféns a mulher, Roberta Silva Guimarães Dutra, de 25 anos, o filho Artur do Nascimento, de 2, e a sogra Francisca Guimarães, de 50, durante duas horas. Depois, atirou na cabeça da criança e cometeu suicídio. O menino está internado em estado grave na Santa Casa de Misericórdia, no centro de São Paulo.

Agência Estado |

A tragédia aconteceu no apartamento 228 do prédio de número 240 da Rua Mauá, região central. Segundo o tenente-coronel Paulo Adriano Telhada, comandante do 7º Batalhão, Nascimento descobriu que a mulher tinha um relacionamento extraconjugal e decidiu vingar-se.

Transtornado, Nascimento invadiu o local, às 19h20. A PM foi avisada. Telhada e outros 40 policiais militares cercaram a área e isolaram parte da Rua Mauá. O oficial contou que chegou a negociar com o desempregado. "Ele parecia tranqüilo e disse estar disposto a liberar os reféns." As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

    Leia tudo sobre: suicidio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG