Crianças devem ser vacinadas contra a pólio. Em oito Estados, a vacinação contra sarampo foi adiantada e também começa hoje

Criança é vacinada em posto de saúde do bairro do Bom Retiro, em São Paulo
Futura Press
Criança é vacinada em posto de saúde do bairro do Bom Retiro, em São Paulo
Neste sábado, crianças menores de 5 anos devem receber a primeira dose da vacina contra a poliomielite , conhecida como paralisia infantil.

Ao todo, 115 mil postos em todo o país funcionam das 9h às 17h. Além das unidades permanentes, shopping centers, rodoviárias e escolas também vão receber postos móveis.

De acordo com a Secretaria de Saúde de São Paulo, só no Estado foram vacinadas 361,8 mil crianças durante as três primeiras horas de vacinação.

Além disso, em oito Estados do Brasil a campanha de vacinação contra sarampo foi adiantada e também começa neste sábado. A campanha estava marcada para ocorrer, em todo o país, na segunda etapa da vacinação contra a paralisia infantil, dia 13 de agosto.

Contudo, com a proximidade das férias de meio de ano e um surto de sarampo na Europa, que desde o início do ano já tem mais de 6,5 mil casos suspeitos notificados, fez com o que o Ministério da Saúde, juntamente com Estados e municípios, antecipasse a ação em áreas prioritárias.

Os Estados em que a campanha foi antecipada são São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Bahia, Ceará e Alagoas.

Eles têm maior fluxo turístico e maior densidade populacional, o que dificulta operações efetivas de vacinação em caso de surtos e são locais com menores coberturas da vacina tríplice viral nos últimos anos.

Nesses locais, todas as crianças entre um ano e menores de sete anos devem tomar a vacina, mesmo que já tenham sido vacinadas antes.

Em nota no site do Ministério da Saúde, o ministro Alexandre Padilha afirma que a intenção é proteger as crianças dos casos que podem chegar de fora do País. “No nosso país, hoje, muita gente viaja, por exemplo, daqui para a Europa e da Europa para cá. Este ano, tivemos 11 casos de brasileiros que vieram de fora e começaram a apresentar sintomas e foram diagnosticados aqui, no Brasil."

A meta do governo é vacinar 95% do público-alvo – 14,1 milhão de crianças contra a poliomielite e 17 milhões contra o sarampo. As duas campanhas - contra a pólio e contra o sarampo - seguem até 22 de julho.

Assista ao vídeo:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.