Historiador dos EUA é processado por roubar cartas de Washington e Lincoln

Um historiador americano admitiu, nesta terça-feira, em um tribunal em Nova York, ter roubado três cartas escritas por George Washington e por Abraham Lincoln, que vendeu por quase 100 mil dólares.

AFP |

O procurador do distrito sul de Manhattan Michael García informou, em uma nota, que Edward Renehan se declarou culpado de haver roubado, transportado e vendido os documentos de dois dos mais importantes presidentes da História dos Estados Unidos, até então parte do acervo da Associação Theodore Roosevelt.

Aproveitando seu acesso aos documentos, o historiador roubou uma carta de Lincoln escrita em 1840 e duas cartas de Washington de 1791 e 1778. Depois, vendeu-as para uma loja em Manhattan por 97.000 dólares.

Renehan, de 51 anos, pode ser condenado a uma pena de até dez anos de prisão e 250.000 dólares de multa pelo roubo dos documentos históricos.

ltl/tt/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG