Hélio Costa: MG gostaria de ter candidato presidencial

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, afirmou hoje, no Palácio do Planalto, que os cidadãos de Minas Gerais gostariam muito de ter um candidato mineiro à Presidência da República e reafirmou que o ideal seria o governador do Estado, Aécio Neves, deixar o PSDB e entrar no partido de Costa, o PMDB. Ontem, o ministro já havia dito, em Belo Horizonte, que Aécio precisa ter coragem de mudar de partido e que o PMDB está de braços abertos para receber o governador mineiro.

Agência Estado |

O ministro renovou também a afirmação feita ontem de que esse é o caminho de Aécio, porque, segundo ele, já está definido que o candidato presidencial do PSDB para 2010 é o governador de São Paulo, José Serra. "Inclusive, a única, a possível chance de se fazer uma boa composição ainda no governo do PT com o PMDB é olhando essas forças que podem, no futuro, representar uma grande aliança", disse Costa, depois de participar da cerimônia de assinatura do protocolo de implantação de uma infra-estrutura de TV digital que será compartilhada pelas emissoras públicas de televisão.

Hélio Costa afirmou que o caso de Aécio não se enquadra na lei da fidelidade partidária, que pune com cassação de mandato o político que muda de partido sem justa causa. "Ele (Aécio) terá que deixar o governo pelo menos oito meses antes (das eleições) para ser candidato a qualquer coisa. Ele não pode ser candidato à reeleição (porque já está num segundo mandato). Então, ele teria que deixar o governo e, ao deixar o governo, ele pode mudar de partido. Não tem problema nenhum."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG