BRASÍLIA - O ministro das Comunicações, Hélio Costa, disse que caberá à base aliada definir o nome do candidato ao governo de Minas Gerais. O ministro já anunciou que pretende concorrer ao cargo como candidato do PMDB, mas, no meio política, começa a tomar corpo uma possível candidatura do vice-presidente, José Alencar, ao governo mineiro.

O PMDB sempre advogou pela indicação do candidato a governador de Minas. Isso deve partir de amplo entendimento de partidos da base. É muito bem-vinda a proposta que José Alencar se integre a esse grupo de pré-candidatos, disse. Se ele for candidato, quero ser o mais importante cabo eleitoral.

Costa ponderou, no entanto, que se cogita a candidatura de Alencar a senador. Entendo que o vice [José Alencar], neste momento, está [concorrendo] no Senado. Qualquer manifestação de uma candidatura tem de ser discutida pela base aliada, ressaltou.

O ministro esteve hoje (6) na Convenção Nacional do PMDB e reafirmou o apoio a uma possível candidatura da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, à Presidência da República, tendo como vice o presidente do partido, Michel Temer.

O vice da Dilma é Michel Temer, que recebeu meu apoio e do PMDB. Mas essa é uma posição que só será tomada lá frente. Não compete a candidato a vice anunciar candidatura, tem que ser lançado, lembrou.

Leia mais sobre:  Eleições 2010

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.