HC-SP se tornará ambiente livre de tabaco a partir de segunda-feira

O Hospital das Clínicas de São Paulo elimina a partir de segunda-feira os fumódromo, como é popularmente conhecido os locais reservados para fumantes, e se tornará um ambiente livre de tabaco. A decisão vale para todo o Instituto Central da unidade - ambulatórios, pronto-socorro e ala de internação, segundo informou a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo.

Agência Estado |

Será proibido fumar inclusive em jardins e varandas do instituto.

As equipes de segurança do HC, treinadas neste mês para orientar e coibir o uso de cigarro no hospital, vão abordar quem desobedecer a medida. Funcionários e pacientes estarão sujeitos às penalidades previstas no estatuto do funcionalismo público e nas leis federal e estadual.

No lançamento do projeto ICHC Livre do Tabaco haverá testes gratuitos de monoximetria, que medem o nível de monóxido de carbono no organismo. Também a partir de segunda-feira, paciente fumante ganhará em sua ficha um adesivo na cor cinza no momento da internação. Assim, a equipe médica e a enfermagem será informada que o paciente deverá ser avaliado quanto ao grau de dependência. Caso necessário, ele será submetido à terapia de substituição da nicotina, durante toda a sua permanência no hospital.

Entre outras iniciativas, o HC promoverá palestra educativa e distribuição de panfletos, com dados sobre os malefícios causados pelo vício e os locais que o fumante poderá encontrar tratamento, também farão parte das atividades preparadas para combater o tabaco. Diariamente circulam pelo Instituto Central do De acordo com o HC, cerca de 10 mil pessoas, entre médicos, pacientes, familiares e demais profissionais da saúde circulam pelas dependências do hospital.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG