HC-SP confirma retorno de Ramires à direção do Incor

A superintendência do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP confirmou ontem o retorno do cardiologista José Antonio Franchini Ramires à diretoria da divisão clínica do Instituto do Coração (Incor) em razão de ordem do Tribunal de Justiça de São Paulo. O médico havia deixado o cargo em 2005 após a cúpula do hospital apontar que durante sua administração teriam ocorrido irregularidades no Incor e na Fundação Zerbini, órgão de apoio da unidade hospitalar.

Agência Estado |

Em nota divulgada ontem, o hospital destaca, no entanto, que Ramires não retornará aos outros cargos que ocupava, os de presidente do conselho diretor do Incor e do conselho curador da Zerbini. “A Justiça determinou seu retorno apenas a um cargo técnico-administrativo de uma das oito unidades médicas de apoio ao instituto (diretor técnico de divisão clínica)”, informa a nota do hospital. Acrescenta ainda que este é um cargo de confiança para o qual o médico foi nomeado em 1999.

Questionada, a superintendência do hospital não informou ontem quais foram os resultados das investigações realizadas a partir de 2005. O afastamento de Ramires foi seguido da revelação de uma crise financeira na fundação. O cardiologista afirmou que a sentença é a prova de que as suspeitas de seus envolvimento nas irregularidades não eram verdadeiras. “Nada justificou o meu afastamento. Era uma briga política e fizeram tudo para atingir a minha imagem”, afirmou o cardiologista. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG