Hamilton Assunção leva a música aos centros psiquiátricos do País

Hamilton Assunção leva a música aos centros psiquiátricos do País Por Aline Nunes São Paulo, 26 (AE) - Ele inspirou Bruno Gagliasso a compor Tarso de Caminho das Índias. Hamilton de Jesus Assunção, 44 anos, sofreu com a repressão da época militar e hoje está em tratamento para a esquizofrenia.

Agência Estado |

Desde setembro do ano passado, ele praticamente entrou para o elenco de Glória Perez com sua história de vida e a música "Sufoco da Vida", que está na trilha sonora da trama. Hamilton a compôs com o grupo que lidera, o Harmonia Enlouquece, que há sete anos luta contra a repressão psiquiátrica levando canções aos centros de reabilitação do País.

O contato com Bruno Gagliasso - cujo personagem começa a demonstrar os primeiros sinais da doença - era para ser de alguns dias da semana, mas se estendeu a telefonemas quase diários. "Hoje, ele chega a me ligar para perguntar se estou bem. Fico feliz, porque achei que ele era um cara metido e hoje me trata como um irmão", diz Hamilton, que acabou de escrever um roteiro de um curta-metragem sobre sua vida, com Gagliasso, para o Multishow.

"O que passei para o Bruno foi um pouco dessa minha experiência. Enfim, como a arte, mais diretamente a música, me ajuda diariamente a me livrar desses transtornos oriundos de um período de pressão que vive em minha vida. Ele me observa muito, aliás, demais", explica.

O problema de Hamilton começou quando era soldado, na época da ditadura do general João Baptista Figueiredo (1979 - 1985). Ele foi obrigado a tomar água de fossa, teve o braço quebrado e sofreu outras torturas, até não aguentar mais e pedir para sair. "Eles foram obrigados a me tirar do grupo, eu estava com síndrome de perseguição. Mas não gosto muito de falar dessa época."

Desde então, a família luta na justiça para receber uma indenização do governo. "Eu voltei a dar entrada no processo esse ano. Quem sabe com a novela alguma ação seja movimentada dessa vez? Devido aos maus-tratos que recebi naquela época, tenho dificuldades em me concentrar até hoje", diz ele, que ensaia todos os dias, com o grupo Harmonia Enlouquece no Centro Psiquiátrico do Rio de Janeiro, como forma também de terapia. O cantor ainda escreve para um blog e rascunha roteiros de cinema.

As parcerias célebres não são exatamente novas para Hamilton. Em maio de 2007, cantou ao lado do ex-ministro Gilberto Gil a canção "Maluco Beleza". Desde então, conversa frequentemente com Gil. "Ele me prometeu um computador para esse ano. Estou superansioso, aliás a ansiedade é um defeito meu."

Com o Harmonia, costuma tocar canções próprias que gosta de chamar de "delírios musicais". As apresentações ocorrem no Centro Psiquiátrico do Rio e em outros centros de reabilitação brasileiros. Mas o grupo já vende CDs em Moçambique, Itália, Argentina, Estados Unidos e França. "A gente busca ajudar as pessoas através da música e mostrar que existe uma luz no fim do túnel, que no Brasil não existem apenas psiquiatras carrascos", diz o vocalista da banda, que já dividiu palco também com Ana Carolina.

Apesar de ter encerrado os estudos no segundo ano do ensino médio, o músico ainda ministra palestras em universidades. "Já falei até com gringo em um dos congressos que participei sobre a questão dos doentes mentais no Brasil."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG