Haddad quer indicação de reitor provisório da UnB até 3ª

O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse que o ministério espera receber da comunidade acadêmica, até 18 horas de terça-feira, indicações de nomes para ocupar a reitoria pro tempore da Universidade de Brasília (UnB). O reitor pro tempore ficará no cargo por 90 dias, prorrogáveis por mais 90, e terá nesse período, entre outras atribuições, a tarefa de organizar eleições para escolha do novo reitor da universidade.

Agência Estado |

A expectativa do ministro é de que o nome seja publicado na edição de quarta-feira do Diário Oficial da União.

Haddad disse que espera haver consenso na escolha do nome, mas se houver mais de uma indicação, a escolha será feita por ele. Ele afirmou ainda que a intenção é de que o reitor provisório seja alguém sem interesse de ocupar a reitoria da UnB, eleita a cada quatro anos. O novo dirigente da universidade deve ter "envergadura intelectual e conduzir o processo de escolha do novo reitor de forma isonômica", defendeu.

Segundo ele, os decanos da universidade também serão substituídos porque não se sustentam no cargo sem a presença do reitor Timothy Mullholland, e do vice-reitor Edgar Mamyia, que pediram exoneração dos cargos. Haddad foi comunicado hoje da decisão de Mullholland, durante reunião do Conselho Universitário da UnB, por telefone. A expectativa é de que a renúncia do reitor seja formalizada até amanhã, quando um representante da Secretaria de Comunidade Superior deve ir ao encontro do reitor.

O ministro explicou que a UnB não pode ficar acéfala por muito tempo e que há necessidade de dar prosseguimento ao trabalho de rotina da universidade, como o pagamento dos funcionários e a contratação de pessoal.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG