plano B após anúncio de doença de Dilma - Brasil - iG" /

Haddad diz que não há plano B após anúncio de doença de Dilma

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou nesta segunda-feira que a possível candidatura da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, à Presidência da República em 2010 sai fortalecida após o anúncio da doença revelada no fim de semana. Segundo ele, a ministra Dilma tem uma história de superação. Imagino que ela possa se fortalecer, pela sua trajetória. Ela já venceu muitos desafios, disse Haddad a jornalistas após participar de um seminário da Fundação Getúlio Vargas.

Reuters |

Dilma fará tratamento de quimioterapia por quatro meses para combater um linfoma --câncer nos gânglios linfáticos. Há cerca de três semanas ela retirou um gânglio da axila esquerda, após o diagnóstico de câncer.

Haddad descartou um "plano B" para a sucessão presidencial. "Realmente acho que isto está completamente fora de cogitação", afirmou.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

    Leia tudo sobre: dilma rousseff

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG