Hacker invadiu site da ONS dois dias após o apagão

Dois dias após o apagão que atingiu 18 Estados brasileiros, um hacker invadiu, na noite de quinta-feira, o site corporativo do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Segundo a entidade, porém, não houve qualquer ameaça à operação do sistema, que é gerido por meio de uma rede blindada.

Agência Estado |

O ONS informou que o ataque foi detectado pela segurança interna e o problema resolvido no dia seguinte.

A avaliação interna é que o hacker tinha o objetivo de mostrar que pode acessar a rede do ONS. Ainda na noite do apagão, surgiram boatos de que a queda de energia teria sido provocada pela ação de hackers, o que foi prontamente desmentido pelas autoridades do setor elétrico. Os boatos ganharam força após a declarações de especialistas em segurança digital, admitindo a possibilidade de ataques.

Segundo o ONS, porém, a rede que gerencia a operação do setor elétrico é blindada e não está disponível na internet. O sistema de segurança prevê checagens de 30 em 30 minutos e o acesso é feito por comando de voz e não por senhas.

O site atacado na última quinta-feira contém apenas informações administrativas do ONS, como contratos, e dados e estatísticas sobre a operação.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG