A lenda do Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda vai ser levava aos cinemas, em uma adaptação pensada para uma audiência moderna, dirigida pelo diretor britânico Guy Ritchie (Sherlock Holmes) e roteirizada por John Hodge, de Trainspotting.

Ritchie, que já foi casado com a cantora Madonna, já acertou com a Warner Bross sua participação no projeto, informa a edição de hoje do jornal britânico "The Independent".

O cineasta parece ter tomado gosto por adaptações de sucessos da literatura depois de "Sherlock Holmes", que arrecadou US$ 470 milhões e devolveu a ele a imagem de diretor rentável.

Para rodar o filme, Ritchie se baseará na compilação de romances ingleses e franceses "Le Morte d'Arthur", escrita por Thomas Malory em 1485 e inspirada em contos do século VI, quando os reinos celtas defendiam a Grã-Bretanha da invasão saxã.

Esses romances, escritos em um inglês medieval relativamente acessível, narram histórias épicas em torno do mítico rei e incluem referências sobre o romance entre Lancelot, um dos Cavaleiros da Távola Redonda, e a rainha Guinevere, mulher de Arthur.

O novo filme focará a primeira parte da lenda, a da reunião de todos os cavaleiros em torno da távalora redonda. Por esse motivo, não estão descartadas sequências.

Leia mais sobre: Guy Ritchie

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.