Guru de famosos é investigado pela polícia em São Paulo

O famoso guru pop dos descolados, Cristóvão de Oliveira, de 43 anos, teve de ir na quarta-feira à Delegacia de Mairiporã, na Grande São Paulo, prestar esclarecimentos sobre uma prática, por ele orientada, que teria provocado a hospitalização de 18 pessoas, no início deste mês.

Agência Estado |

Dono do Centro Vidya, com três unidades na cidade, Cristóvão ganhou fama por atrair alunos de peso, caso do empresário Pedro Paulo Diniz e das atrizes Fernanda Torres e Fernanda Lima que chegou a gravar um DVD em parceria com o mestre.

A confusão começou na madrugada do dia 1º deste mês, quando um funcionário do Hospital e Maternidade Emed, em Caieiras, na Grande São Paulo, entrou em contato com a Delegacia de Mairiporã.

O motivo: 15 pessoas deram entrada no hospital com diarréia, cólicas, desidratação e confusão mental, entre outros sintomas. Algumas horas depois, chegaram mais três vítimas. Todas eram egressas do Centro Vidya, de prática de ioga, na Serra da Cantareira, quase limite com o município de Mairiporã.

Um dos médicos falou que os pacientes teriam ingerido cerca de 40 litros de água misturada com chá de sene, diz o delegado Diego Castanheira Resende, da Delegacia de Mairiporã. Na hora, achei que era mais um caso de Santo Daime. Depois que uma aluna apresentou-se aqui, pensei que pertencessem a uma seita. Ela disse ser advogada e defendia seu mestre com um fanatismo impressionante.

O delegado abriu um inquérito de tráfico de drogas. O chá de sene, com poder laxativo e vendido em casas de produtos naturais, foi mais tarde recolhido e enviado para análise no Instituto Adolfo Lutz. O resultado ainda não ficou pronto.

Leia mais sobre guru dos famosos

    Leia tudo sobre: guru dos famosos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG