O famoso guru pop dos descolados, Cristóvão de Oliveira, de 43 anos, teve de ir na quarta-feira à Delegacia de Mairiporã, na Grande São Paulo, prestar esclarecimentos sobre uma prática, por ele orientada, que teria provocado a hospitalização de 18 pessoas, no início deste mês.

Dono do Centro Vidya, com três unidades na cidade, Cristóvão ganhou fama por atrair alunos de peso, caso do empresário Pedro Paulo Diniz e das atrizes Fernanda Torres e Fernanda Lima que chegou a gravar um DVD em parceria com o mestre.

A confusão começou na madrugada do dia 1º deste mês, quando um funcionário do Hospital e Maternidade Emed, em Caieiras, na Grande São Paulo, entrou em contato com a Delegacia de Mairiporã.

O motivo: 15 pessoas deram entrada no hospital com diarréia, cólicas, desidratação e confusão mental, entre outros sintomas. Algumas horas depois, chegaram mais três vítimas. Todas eram egressas do Centro Vidya, de prática de ioga, na Serra da Cantareira, quase limite com o município de Mairiporã.

Um dos médicos falou que os pacientes teriam ingerido cerca de 40 litros de água misturada com chá de sene, diz o delegado Diego Castanheira Resende, da Delegacia de Mairiporã. Na hora, achei que era mais um caso de Santo Daime. Depois que uma aluna apresentou-se aqui, pensei que pertencessem a uma seita. Ela disse ser advogada e defendia seu mestre com um fanatismo impressionante.

O delegado abriu um inquérito de tráfico de drogas. O chá de sene, com poder laxativo e vendido em casas de produtos naturais, foi mais tarde recolhido e enviado para análise no Instituto Adolfo Lutz. O resultado ainda não ficou pronto.

Leia mais sobre guru dos famosos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.