Guerra: PSDB tratará de prévias para 2010 só após junho

O presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), disse hoje que só no segundo semestre deste ano o partido se ocupará da eleição presidencial de 2010 e organizará as prévias para a escolha do candidato ao Planalto. Durante jantar com Guerra na capital paulista, ontem, o governador de São Paulo, José Serra, avalizou a decisão da direção nacional do partido de organizar as prévias, de acordo com o presidente da sigla.

Agência Estado |

"Ele disse que jamais se colocou contra essa eleição interna", disse o senador.

Há 20 dias, em conversa com o governador de Minas Gerais, o também tucano Aécio Neves, o presidente do PSDB já havia se comprometido a acelerar as providências para realizar as prévias, atendendo a um pedido do mineiro. Em nenhum momento, segundo Guerra, Aécio disse que deixaria o partido para se candidatar à presidência da República por outra legenda caso não seja eleito internamente.

O PSDB aguarda resposta à consulta que encaminhou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre as regras que devem ser seguidas para organizar as prévias. Os tucanos querem esclarecer, por exemplo, como elas poderão ser financiadas e como será feita a publicidade para a realização do encontro, no qual os filiados do partido escolherão, provavelmente entre Serra e Aécio, o candidato à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O senador ainda não definiu a data das prévias, mas, segundo ele, certamente não serão realizadas neste semestre. Pelo roteiro estabelecido com o DEM e o PPS, até julho o PSDB se dedicará apenas à organização das alianças nos Estados. "Já estamos discutindo uma agenda com nossos aliados", disse. Segundo Guerra, ao optar pelas prévias, o PSDB pretende realizar uma consulta ampla e evitar que o resultado fragmente o partido. "Nós não desejamos que esta discussão seja considerada um tema capaz de dividir o partido."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG