Guerra: PSDB registra hoje saída do Conselho de Ética

O presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), informou há pouco que o partido registrará ainda hoje um ofício na Mesa Diretora do Senado comunicando a decisão de abandonar o Conselho de Ética. A medida, anunciada também pelo DEM, foi aprovada pelos senadores do PSDB em almoço no gabinete do senador Tasso Jereissati (CE).

Agência Estado |

No ofício, os tucanos renunciam às três vagas a que têm direito no colegiado - duas de titulares e uma de suplente. A saída dos dois partidos é apresentada como um protesto da oposição contra o arquivamento das ações contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), pelo conselho.

Guerra avalia que o Senado ainda vive uma crise política e que os senadores ainda precisam debater uma solução para o Conselho de Ética. Uma das propostas seria a de reformular as regras do Regimento Interno do Senado para que o conselho seja formado por apenas um senador de cada partido, como forma de evitar luta política na análise de ações contra senadores.

O presidente do PSDB informou à Agência Estado que o partido não participará da reunião de líderes marcada para a tarde de hoje. "Não reconhecemos a normalidade do Senado", disse. Segundo ele, José Agripino Maia (RN), líder do DEM, também não deve comparecer à reunião. O encontro dos líderes foi convocado para que os senadores tentem definir uma pauta consensual para que as votações em plenário - paralisadas desde o início do recesso parlamentar, em julho - sejam normalizadas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG