O presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), disse hoje que o partido não tem qualquer dificuldade em ceder uma vaga na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), que foi destituído do cargo pelo líder de seu partido, Renan Calheiros (AL). Porém, Guerra lembrou que os cargos nas comissões permanentes do Senado ainda não foram definidos.

Depois de destituir Jarbas da CCJ, o líder do PMDB fez uma mudança radical na Comissão de Infraestrutura, nomeando senadores de sua tropa de choque. O primeiro compromisso desse grupo é votar a favor da eleição de Fernando Collor de Mello (PTB-AL) para presidente da comissão, contra a senadora Ideli Salvatti (PT-SC).

Renan retirou da Comissão de Infraestrutura os senadores peemedebistas Romero Juca (RR) e Valdir Raup (RO), que já tinham comunicado a ele a intenção de votar em Ideli. Saíram também os senadores Leomar Quintanilha (TO) e Valter Pereira (MS). As seis vagas do PMDB serão ocupadas agora por Wellington Salgado, Almeida Lima (SE), Gilvan Borges (AP), Geraldo Mesquita (AC), Paulo Duque(SL) e Mão Santa (PI).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.