Guarda civil é preso em SP acusado de roubo de carga

Um guarda civil foi preso ontem, na zona leste de São Paulo, acusado de participar do roubo de uma carga de café. João Duarte Jurado, de 36 anos, estava com Nailton de Jesus Santos, de 29 anos, no momento da prisão, no Itaim Paulista.

Agência Estado |

O café roubado foi encontrado, de acordo com a polícia, na casa do guarda civil em Suzano, na Grande São Paulo.

A carga foi roubada por volta das 7h30 no limite entre São Paulo e Ferraz de Vasconcelos. De acordo com policiais militares da 3ª Companhia do 29º Batalhão, quatro homens, entre eles os dois presos, teriam simulado estarem armados para render o motorista e um ajudante, que estavam em uma camionete carregada com café. Os criminosos chegaram em um automóvel.

As duas vítimas foram colocadas no carro e levadas até o Itaim Paulista, onde foram liberadas por volta das 11 horas. Conforme os PMs, os criminosos avisaram as vítimas, no momento em que as libertaram, que a camionete estava estacionada próxima, do outro lado da estação do Itaim Paulistano.

O motorista e o ajudante pediram ajuda na companhia da Polícia Militar (PM), que fica próxima ao local. Acompanhados pelos policiais, eles foram até onde os bandidos haviam indicado e encontraram a camionete com a chave no contato, porém o veículo estava sem combustível. As vítimas descreveram o outro automóvel - que tinha marcas de batida na lateral direita e na parte frontal - aos policiais. Desconfiados - já que na semana passada uma carga de café foi roubada e recuperada na região, e as características passadas pelas vítimas foram as mesmas - os PMs iniciaram um patrulhamento. Segundo eles, na semana passada o guarda civil chegou a ser abordado nesse automóvel, mas liberado em seguida.

Prisão

O carro foi encontrado estacionado. Mais tarde, Jurado e Santos entraram no veículo. Os policiais tentaram a abordagem quando eles davam à ré. Depois de uma breve perseguição, os PMs conseguiram prender os suspeitos. Com eles não foi encontrada nenhuma arma. De acordo com os policiais, o guarda civil, que trabalha na zona leste, confessou que o café roubado estava na sua casa, no Jardim Monte Cristo, no município de Suzano. Ele e Santos - que, segundo os policiais, passou cinco anos preso por roubo - foram levados ao 59º Distrito Policial (DP), do Jardim Noêmia, onde o caso foi registrado. Conforme os PMs, eles foram reconhecidos pelas vítimas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG