GSI confirma em nota pedido de sigilo a documentos da Abin apreendidos pela PF

BRASÍLIA - O Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSIPR) divulgou nota oficial nesta terça-feira confirmando o pedido formal feito ao Ministério da Justiça de garantia do sigilo dos documentos apreendidos na semana passada pela Polícia Federal na Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

A Polícia Federal apura a possibilidade de agentes da Abin terem obtido acesso a senhas exclusivas da PF para o monitoramento de telefones de investigados e o suposto vazamento ilegal de informações durante as investigações da Operação Satiagraha - ação que prendeu o sócio-fundador do grupo Opportunity, Daniel Dantas.

O ministro-chefe do GSIPR encaminhou expediente ao Ministério da Justiça, relatando sua preocupação com a observância de rigoroso sigilo em relação aos dados existentes no material apreendido.

A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) detém informações sensíveis do Estado Brasileiro e solicitou que seu manuseio fosse acompanhado por pessoal credenciado da Abin, diz a nota, assinada pelo ministro Jorge Félix.

Nesta manhã, o ministro da Justiça, Tarso Genro, afirmou à imprensa que os documentos estão lacrados e todos aqueles que não dizem respeito ao inquérito da Operação Satiagraha e de um eventual vazamento de informações serão resguardados.

"A abertura dos lacres [dos documentos apreendidos] só será feita com a presença de representantes da Abin e não haverá nenhum perigo que seja aberto algum tipo de documento ou informação que tem de ser preservada", disse Genro.

Leia mais sobre: Satiagraha

    Leia tudo sobre: pfsatiagrahatarso

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG