Grupo tucano tenta evitar candidatura de Alckmin

SÃO PAULO - Um grupo de tucanos apoiadores da aliança pela reeleição do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), e ligados ao governador José Serra (PSDB) tenta nesta segunda-feira impedir que o Diretório Municipal oficialize a pré-candidatura de Geraldo Alckmin na corrida sucessória.

Agência Estado |

O presidente do PSDB municipal, José Henrique Lobo, convocou para hoje à noite os 71 membros do diretório para anunciar que o ex-governador é candidato pelo partido.

O secretário municipal de Esportes, Walter Feldman, um dos principais defensores da aliança com Kassab, afirmou que protocolará na tarde de hoje um documento pedindo que não seja dada à reunião do diretório caráter decisório.

A reunião foi convocada para discutir a questão sucessória na cidade, afirmou. Estatutariamente, ela não pode deliberar sobre candidatura própria. Só a convenção pode fazer isso.

Feldman explicou que ainda esta semana o grupo fará um apelo direto ao ex-governador Alckmin para que ele desista de sua pré-candidatura e busque a aliança com o prefeito. Ele disse que só seria candidato se o partido estivesse unido sobre a questão. E o partido não está unido, garantiu.

O secretário diz já ter colhido pelo menos 400 assinaturas de delegados do partido para justificar o pedido de desistência. O grupo ainda conta com o apoio de vários vereadores da bancada, que fizeram algumas manifestações desde o início do ano em defesa de Kassab.

Leia mais sobre: Kassab - Alckmin

    Leia tudo sobre: eleições

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG