Grupo suspeito de furto a banco é liberado em SP

Quatro homens foram detidos por policiais militares anteontem sob a suspeita de tentativa de furto em um caixa eletrônico do banco Santander na Avenida Paes de Barros, zona leste de São Paulo. Com eles, os PMs afirmam ter encontrado cinco dispositivos usados para reter envelopes de depósito e um cheque de R$ 107, que teria sido furtado depois de uma tentativa de depósito no mesmo dia em Santo André, no ABC paulista.

Agência Estado |

Levados ao 18º Distrito Policial, os quatro suspeitos foram liberados pelo delegado plantonista. O delegado, que não quis se identificar nem dar entrevista, disse que não poderia mantê-los presos antes de ter em mãos o resultado da perícia.

Uma professora de inglês de 21 anos reconheceu o cheque apreendido pela polícia como seu. E disse que tentou depositá-lo no domingo em uma agência do Santander, em Santo André, mas o envelope foi “engolido” pelo caixa. Segundo os policiais, os quatro detidos teriam confessado informalmente que praticaram o furto em Santo André e pretendiam fazer o mesmo na agência da Mooca. Os PMs devem registrar uma queixa contra a decisão do delegado de liberar os suspeitos. Já o advogado do acusados, Alessandre Azarias, afirmou que os policiais forjaram provas contra os seus clientes.

A capital e a Grande São Paulo já registraram pelo menos 20 furtos de caixas eletrônicos nos primeiros 65 dias do ano, com prejuízo de ao menos R$ 496 mil. O levantamento foi feito pela reportagem com base em casos que tiveram repercussão, mas nem na metade deles os valores roubados foram divulgados. O número pode ser maior, pois a Secretaria da Segurança Pública e Federação Brasileira de Bancos (Febraban) não divulgam dados dos roubos a caixas eletrônicos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG