Grupo ligado ao PCC tenta roubar arsenal em SP

Bandidos ligados ao Primeiro Comando da Capital (PCC) tentaram roubar por volta das 7h30 de ontem o arsenal da empresa de segurança Trevo, em Guarulhos (SP). Houve reação dos vigilantes, que balearam dois dos assaltantes e detiveram um terceiro.

Agência Estado |

Por telefone, os integrantes da quadrilha tentaram impedir a prisão em flagrante, oferecendo R$ 200 mil aos policiais militares do 44º Batalhão para que não levassem os detidos à delegacia.

Os assaltantes aproveitaram o momento de troca de turno da empresa de segurança para invadi-la. O terceiro ladrão detido foi identificado como Genivaldo Rodrigues de Oliveira, o Gê, de 37 anos, condenado a 23 anos de prisão pela Justiça. Outros bandidos que participariam do ataque conseguiram escapar. Os outros dois acusados baleados, Helvércio Luis de Souza, de 42 anos, e Zênio Leandro de Souza, de 50, foram levados para um hospital da cidade.

De acordo com o delegado Celso Valdir Marchiori, Gê se recusou a depor oficialmente na delegacia, afirmando que permaneceria calado. Os PMs que o detiveram contaram que ele reconheceu fazer parte do PCC e afirmou que estava cumprindo uma ordem da facção. O objetivo do roubo era o arsenal da empresa, composto de escopetas, pistolas e coletes à prova de bala. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG