Grupo joga malotes fora bancários após assaltar avião

Nos malotes só havia contratos, títulos bancários e cheques compensados sem valor monetário

AE |

selo

Um dia depois de terem assaltado um avião bimotor que transportava malotes para a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), em Caruaru, no agreste pernambucano, o grupo de ladrões jogou fora todo o produto do assalto. Nos 15 malotes levados pelo grupo, só havia contratos, títulos bancários e cheques compensados sem valor monetário, que foram encontrados na manhã desta quarta-feira em um mangue, em Recife, e recolhidos por três agentes e dois peritos da Polícia Federal.

"Foi um tiro no pé", avaliou o assessor da Polícia Federal, Giovane Santoro, ao comentar o roubo que chamou a atenção pela ousadia dos criminosos. O grupo, armado e encapuzado, usou uma caminhonete picape Hilux - roubada no Rio Grande do Norte - para bater na fuselagem do avião que taxiava na cabeceira da pista, preparando-se para levantar voo na pista do Aeroporto Oscar Laranjeiras, na noite de ontem. Depois de conseguir parar a aeronave, eles dispararam contra o avião, renderam os dois tripulantes e levaram os seus pertences e os malotes. A caminhonete foi abandonada numa área próxima e eles fugiram em uma moto.

O avião pertence à empresa JAD Táxi e fazia serviços para a empresa de segurança de valores Preserve. A aeronave saiu do Recife e depois de pegar os malotes em Caruaru iria fazer o mesmo em João Pessoa (PB) antes de retornar ao Recife.

As investigações estão a cargo do delegado da PF Humberto Freire. Os ladrões continuavam foragidos.

    Leia tudo sobre: aviãoassalto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG