Três homens armados invadiram uma residência e fizeram cerca de 20 pessoas reféns durante uma festa de Natal na noite de ontem em Itanhaém, no litoral sul de São Paulo. Dois dos invasores foram presos. Ninguém ficou ferido.

Um adolescente de 13 anos foi usado como escudo pelos bandidos quando a Polícia Militar (PM) chegou ao local, avisada por uma vizinha que testemunhou a ação dos criminosos.

Conforme informações da PM, quando os suspeitos invadiram a residência, no Jardim Bopiranga, uma vizinha percebeu se tratar de um assalto e ligou para o serviço de emergência. Viaturas da 2ª Companhia do 29º Batalhão se deslocaram até o local e cercaram a casa. Ao chegarem, os policiais encontraram um dos criminosos no telhado do imóvel. Eles afirmaram que foram recebidos a tiros pelo assaltante.

Os dois comparsas que estavam dentro da residência perceberam a chegada dos policiais e agarraram o adolescente na tentativa de escapar do cerco. Segundo a corporação, eles também atiraram contra os policiais, mas em nenhum momento os agentes teriam revidado. Após cerca de 15 minutos de negociações, Joadson Gama do Vale, de 19 anos, e Cristovão de Moura Pires, de 28, foram convencidos a entregar as suas armas. A criança foi libertada em seguida.

O suspeito que estava em cima do telhado no momento da chegada dos policiais fugiu. Ele não havia sido localizado até as 4 horas de hoje. De acordo com a PM, Pires era procurado. A ocorrência foi registrada no Distrito Policial Central de Itanhaém.

Leia mais sobre reféns

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.