Cinco homens armados invadiram uma escola em Salvador (BA), mataram um aluno, feriram outro e fugiram a pé. O crime aconteceu na segunda-feira à noite na Escola Estadual Filadélfia, no bairro de Vila Canária, e a polícia ainda não tem pistas sobre os atiradores.

Segundo a polícia, eles entraram na escola como se fossem alunos, na hora do intervalo, e renderam os dois porteiros e o vigia que trabalhavam no local. Seguiram diretamente à sala onde estava Luan Bispo dos Santos, de 18 anos, que cursava a turma especial de aceleração de 5ª e 6ª séries do Ensino Fundamental, e atiraram nele. O aluno morreu na hora.

O colega Hamilton Santos Reis, de 43 anos, foi atingido de raspão. Ele foi levado a um hospital e liberado poucas horas depois. Segundo a diretora da escola, Flávia Carvalho, havia pelo menos 20 alunos na sala no momento do crime. "Ficamos todos chocados, nunca tinha pensado que isso pudesse acontecer", diz a diretora. As aulas foram suspensas pelo menos até o fim de semana. "Agora temos de nos reunir com professores e pais para ver como vamos receber os alunos. Nossos estudantes do período noturno são adultos, mas temos classes com crianças e adolescentes durante o dia."

De acordo com o delegado Pedro Andrade, existe a suspeita de que o estudante estivesse envolvido com o tráfico de drogas. "O certo é que os atiradores sabiam onde o jovem estava e foram direto ao encontro dele." O secretário da Segurança Pública da Bahia, César Nunes, visitou a escola hoje e prometeu rapidez na apuração do crime.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.