Grupo invade condomínio no Morumbi e faz empresário refém por cerca de três horas

O empresário Marcelo Suzuki, de 32 anos, foi mantido refém, por cerca de três horas e meia, dentro da própria casa na madrugada desta sexta-feira, em um condomínio no Morumbi, na zona sul de São Paulo.

Agência Estado |

AE
Armas apreendidas em assalto no Morumbi

Armas apreendidas em assalto no Morumbi

Uma testemunha avisou a polícia, que fez um cerco e conseguiu prender seis criminosos depois de uma negociação. O refém foi libertado sem ferimentos.

Segundo o relato de testemunhas à Polícia Militar (PM), o grupo dominou um segurança na guarita para entrar no condomínio de 46 residências. Os suspeitos teriam chegado em motos e se passado por entregadores de comida para render o porteiro.

Suzuki havia saído para deixar a mulher no aeroporto. Quando voltou, foi dominado pelo grupo, que invadiu a residência dele. A PM acredita que integrantes da quadrilha possam ter conseguido fugir.

De acordo com o tenente Edgar Moreira, da 2ª Companhia do 16º Batalhão, ainda não se sabe ao certo quantos suspeitos participaram da ação. O tenente ressaltou que nenhum disparo de arma de fogo foi feito, nem da parte dos criminosos nem dos policiais, enquanto a PM esteve no local.

Com os presos, foram apreendidos dois revólveres calibre 38, uma pistola calibre 380 e uma calibre 45, além de relógios e joias da vítima. O caso foi registrado no 34º Distrito Policial (DP), da Vila Sônia.

Leia mais sobre violência

    Leia tudo sobre: assaltosão pauloviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG