Grupo invade aldeia para resgatar madeira ilegal no MA

Cerca de 40 madeireiros da cidade de Amarante do Maranhão, distante 674 quilômetros de São Luís, invadiram a aldeia indígena Rubiácea, da etnia gavião, para resgatar três caminhões carregados de madeira extraída de forma ilegal que foram apreendidos no final de semana pela Operação Arco de Fogo, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Conforme a Fundação Nacional do Índio (Funai), a estimativa é de que esses três veículos levavam 50 m³ de toras de Ipê e Cumaru, um carregamento estimado em R$ 18 mil.

Agência Estado |

De acordo com a Funai, a invasão ocorreu na manhã de segunda-feira. Os madeireiros aproveitaram a presença de apenas índias e crianças no período para tentar fazer o resgate dos caminhões. As índias, porém, reagiram com machados e facões. Apesar do confronto, ninguém ficou ferido.

Dois homens do grupo de madeireiros foram presos e estão na sede da Polícia Federal (PF) em Imperatriz. Os índios suspeitam que a prefeitura de Amarante teve participação no episódio, já que os veículos tinham adesivos da administração municipal da cidade. A assessoria de imprensa da prefeitura informou que os caminhões não prestavam mais serviços para o município desde 31 de dezembro.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG