Grupo de Sarney tenta tirar comissão do PT no Senado

A disputa entre PMDB e PT no Senado não acabou. Orientada pelo presidente da Casa, José Sarney (AP), e pelo líder Renan Calheiros (AL), a bancada do peemedebista sitiou o PT, que corre o risco de ficar sem cargo de relevo no Senado.

Agência Estado |

O PMDB conseguiu convencer o PTB a ir para a disputa com petistas pela presidência da Comissão de Infraestrutura. O PT indicara a senadora Ideli Salvatti (SC) para a vaga. Ela foi o principal cabo eleitoral do senador Tião Viana (AC) na disputa contra Sarney, no início do mês, pela presidência da Casa.

Pelo regimento interno, a definição do comando das comissões deve seguir a proporcionalidade das bancadas. Por esse critério, o comando da Infraestrutura deveria ficar com o PT. A operação de Sarney e Renan foi desenhada na véspera, em jantar na casa da líder do governo no Congresso, Roseana Sarney (MA). Na presença do líder do PTB no Senado, Gim Argello (DF), ficou acertado que a legenda mudaria de alvo: no lugar de enfrentar o PSDB pela Comissão de Relações Exteriores, o partido de Argello brigaria pela presidência da Comissão de Infraestrutura com a petista.

O escalado pelo PTB para o posto continua a ser o ex-presidente Fernando Collor. A possível disputa entre Ideli e Collor deixou furiosos petistas durante todo o dia de ontem. Essa perspectiva provocou um racha na base aliada na Casa, obrigando o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), a convocar uma reunião no fim da tarde para tentar acordo. Porém, não obteve sucesso. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG