Grupo de parlamentares pede abertura de CPI do Aborto

Parlamentares que participaram hoje do Segundo Encontro Brasileiro de Legisladores e Governantes pela Vida aprovaram moção que pede a instalação imediata da CPI do Aborto. A comissão foi instalada em dezembro pelo ex-presidente da Câmara Arlindo Chinaglia (PT-SP), mas um movimento de líderes partidários não indicou os participantes, o que impediu até agora o início dos trabalhos.

Agência Estado |

Autor do pedido da CPI, o deputado Luiz Bassuma (PT-BA), disse que o fato determinante é o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, ter reconhecido a existência de uma rede de aborto clandestino no País. "O ministro diz que são praticados mais de um milhão de abortos clandestinos por ano e nada se faz", afirmou o deputado.

Em contrapartida, Organizações Não Governamentais (ONGs) favoráveis à descriminação do aborto reuniram-se hoje em Brasília com o médico Olímpio Moraes, que coordenou a equipe responsável pela interrupção da gravidez de uma menina de 9 anos estuprada pelo padrasto e grávida de gêmeos, há uma semana, em Recife. O encontro foi organizado pela ONG CFemea. Uma das coordenadoras, Natália Mori, disse que o discurso conservador contra o aborto está levando as mulheres à morte. As ONGs protestaram contra a instalação da CPI do Aborto. "É a CPI da fogueira, que quer execrar as mulheres que decidiram interromper a gravidez" protestou Natália.

Os integrantes da Frente Parlamentar em Defesa da Vida - Contra o Aborto foram praticamente unânimes na condenação do aborto a que foi submetida a menina. A maioria, no entanto, também rejeitou a manifestação do arcebispo de Recife e Olinda, dom José Cardoso Sobrinho, pela excomunhão de parentes da menina e de médicos e enfermeiros que participaram da interrupção da gravidez. Os parlamentares argumentaram que não havia risco comprovado de vida para a menina, como argumentou a equipe médica, mas consideraram a excomunhão uma pena extrema diante da gravidade e da excepcionalidade do episódio.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG