Gripe: universidades do RS adiam eventos e formaturas

Duas universidades gaúchas anunciaram hoje o adiamento de eventos e formaturas como forma de combater a propagação da gripe A (H1N1), a gripe suína, no Estado. Em Santa Maria, a Universidade Federal (UFSM) cancelou todos os eventos programados para julho e agosto.

Agência Estado |

No norte do Estado, a Universidade de Passo Fundo cancelou as cerimônias de formaturas previstas para os próximos dias.

A decisão tomada hoje pela reitoria da Universidade de Santa Maria cancela o 24º Festival Internacional de Inverno, que reuniria professores e estudantes de música de vários países no distrito de Vale Vêneto, em São João do Polêsine, entre 26 de julho e 2 de agosto. O Seminário de Extensão Universitária da Região Sul será transferido de 26 a 28 de agosto para outubro, em data a ser marcada. O reinício das aulas está confirmado para 9 de agosto.

Em Passo Fundo, as formaturas dos estudantes que concluíram seus cursos no primeiro semestre serão feitas em gabinete, sem o caráter solene que estava programado. A instituição também transferiu o início das aulas do segundo semestre do dia 27 de julho para 3 de agosto. No nordeste do Rio Grande do Sul, as prefeituras de Nova Bassano, Vista Alegre do Prata, Nova Prata e Boa Vista do Sul anteciparam o início das férias da rede municipal do próximo sábado para esta quarta-feira.

O Exército informou nesta terça-feira que seus soldados não serão deslocados imediatamente para auxiliar equipes das secretarias estadual e municipais da Saúde nas ações de prevenção da gripe A H1N1 nos municípios da fronteira, conforme chegou a ser noticiado. Dois grupos de militares já foram treinados por equipes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em Santa Rosa na segunda-feira e em São Borja, hoje.

Outros três serão capacitados em Uruguaiana, amanhã, Sant'Ana do Livramento, na quinta-feira, e Jaguarão, na sexta. Quando todas as equipes estiverem prontas, serão distribuídas pelos sete pontos de passagem de fronteira já controlados pela Anvisa e pelos outros 22, sob responsabilidade de equipes municipais e estaduais de saúde no Rio Grande do Sul.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG