Gripe suína provoca seis mortes na Argentina

A Argentina registrou hoje mais duas mortes provocadas pela gripe A, segundo confirmaram os secretários de Saúde da Província de Buenos Aires, Claudio Zin, e da Capital Federal (cidade de Buenos Aires), Jorge Lemus, em entrevista coletiva à imprensa. A quinta vítima foi um jovem de 15 anos, que morreu nesta madrugada em um hospital da província de Buenos Aires, onde estava internado.

Agência Estado |

Sobre a sexta morte, os secretários não deram detalhes, mas informaram que se trata de um menor de idade.

Até ontem, o país havia registrado a morte de duas meninas, uma de três meses de idade, outra de 9 anos, além de um menino 12 anos e um jovem de 28 anos. O Ministério de Saúde informou que o número de casos confirmados da doença aumentou de 918 para 946, sendo que 65 pacientes estão internados - 12 deles em Unidades de Terapia Intensiva.

A Argentina é o segundo país da América do Sul com o maior número de casos da gripe suína, ficando atrás somente do Chile, que já informou 3.125 pessoas contaminadas. Nesta quinta-feira, as autoridades chilenas informaram que um homem de 40 anos, que estava internado em um hospital de Santiago, morreu vítima da doença que já havia matado outros três chilenos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG