Gripe: São Gabriel-RS revoga situação de emergência

O prefeito de São Gabriel, Rossano Gonçalves (PDT), revogou hoje o decreto de situação de emergência que havia editado no dia 22 de junho para evitar a propagação da Gripe A (H1N1) na cidade, de 62 mil habitantes, localizada no sudoeste do Rio Grande do Sul. A administração municipal entendeu que o cerco à chamada gripe suína foi bem-sucedido porque todos os 38 casos ficaram limitados às pessoas que tiveram contato com uma adolescente que viajou à Argentina.

Agência Estado |

A garota, de 14 anos, está internada em estado grave no Hospital Universitário de Santa Maria. Os demais infectados ficaram em isolamento domiciliar e estão se recuperando bem.

A revogação do decreto permite a retomada das atividades de casos noturnas e a promoção de shows e bailes. Outras proibições estabelecidas pela medida, já haviam sido retiradas. Os cultos religiosos estavam permitidos novamente desde domingo. E os estudantes haviam voltado às aulas na terça-feira.

Hoje, o Hospital Geral de Caxias do Sul tornou-se o terceiro do Estado a instalar uma unidade móvel para receber pacientes com suspeita da gripe A (H1N1). Quem chega com os sintomas é atendido num ônibus, deixa de passar pela emergência e só entra no hospital se os médicos entenderem que há necessidade de internação. O Hospital Conceição, de Porto Alegre, faz triagem semelhante num contêiner há uma semana. O Hospital de Clínicas, também da capital gaúcha, faz o mesmo em duas barracas.

Um novo levantamento da Secretaria Estadual da Saúde, divulgado no final da tarde, indicou que o Rio Grande do Sul tem 106 casos confirmados da Gripe A (H1N1) e 192 suspeitos. São Gabriel tem 38 casos, Porto Alegre tem 34 e Erechim tem 11.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG