A prefeitura de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, decidiu conceder licença, por tempo indeterminado, a todas as gestantes que atuam na administração municipal, em especial às que atuam na área da saúde, para evitar a exposição ao vírus da Influenza A (H1N1), popularmente conhecida como gripe suína. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Marcos de Sousa, a determinação do prefeito Lindberg Farias ocorreu em função da constatação da doença em mulheres grávidas e em razão do significativo número de gestantes internadas no Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI) com sintomas da doença.

Dos 43 pacientes internados desde o dia 23 no HGNI com sintomas da nova gripe, apenas dois eram do sexo masculino e 50% eram gestantes. Desse total, 18 ainda permanecem internados, sendo oito gestantes. O hospital atende pacientes de todas as regiões do Estado do Rio de Janeiro e não apenas de Nova Iguaçu. Na unidade, seis enfermarias de isolamento foram disponibilizadas aos pacientes com sintomas da gripe A. Até o momento, o município registrou 133 casos suspeitos, dos quais dois foram confirmados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.