Gripe: mais 3 instituições suspendem aulas no País

A confirmação de que alunos contraíram o vírus da gripe suína levou mais instituições no Brasil a decidirem suspender as aulas para evitar o contágio da doença. Em Belo Horizonte, as aulas para 2,8 mil alunos do Colégio Marista Dom Silvério, na região Centro-Sul, foram suspensas hoje até o dia 3 de julho, após um aluno ser diagnosticado com quadro de gripe suína.

Agência Estado |

A criança, de 7 anos, apresentou sintomas da doença depois de ter passado o feriado de Corpus Christi em uma cidade na fronteira com a Argentina.

Em São Paulo, o colégio Anglo Cassiano Ricardo suspendeu esta semana as aulas para o ensino médio em sua unidade de Taubaté, onde estudam cerca de 500 alunos. A decisão foi tomada ontem, assim que foi confirmado um caso de gripe suína num aluno daquela unidade. Segundo o professor Anísio Spani, na segunda-feira as aulas serão retomadas por mais 15 dias antes das férias, já que a suspensão de uma semana é a recomendada pela Secretaria Estadual de Saúde.

Ontem, após obter a confirmação de que duas alunas contraíram a gripe suína, a Universidade Estadual Paulista (Unesp) decidiu também suspender as aulas no campus de Assis, a 433 km da capital, até sexta-feira. A instituição não soube dar detalhes sobre o estado das alunas. Na sexta-feira, representantes da Unesp e da Secretaria da Saúde voltarão a se reunir para discutir se as atividades serão retomadas na segunda-feira. Frequentam o campus cerca de 1.700 alunos de graduação e 250 de pós-graduação, além de por volta de 150 professores e 160 servidores.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG