A Secretaria Municipal de Saúde de Campinas, no interior paulista, confirmou hoje a terceira morte decorrente do vírus da gripe suína na cidade. De acordo com a secretaria, trata-se de uma mulher de 54 anos que foi internada dia 24 e morreu no dia seguinte.

Ela tinha outras doenças que comprometiam o sistema imunológico, como obesidade, diabetes, doença pulmonar obstrutiva crônica, hipertensão arterial e era fumante. O diagnóstico foi confirmada pelo Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo.

Outros seis óbitos suspeitos de Doença Respiratória Aguda Grave (SRAG) estão sendo analisados para várias doenças, inclusive para a gripe suína. Os exames destes pacientes estão sendo processados. São cinco mulheres com idades entre 32 e 56 anos e um homem de 35 anos. Desse total, quatro já tinham outras doenças que comprometiam o sistema imunológico.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.