Gripe: 4 embarcam com máscara e 20 desistem de voo

A presença de quatro passageiros usando máscaras e com suspeita de gripe suína fez um grupo de 20 pessoas desistir de embarcar no voo JJ 3152, da TAM, do Rio de Janeiro para Salvador, na tarde de ontem. Os quatro haviam chegado de Buenos Aires no voo JJ 8001, da mesma companhia.

Agência Estado |

Apesar de a TAM ter apresentado laudo médico da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizando a família a seguir na conexão para Salvador, com a recomendação do uso de máscaras, a reação na fila do check-in foi imediata. "Optamos por não embarcar, já que estávamos com crianças, com gestante, e a gente não ia se colocar nesse risco de jeito nenhum", declarou a enfermeira Jadilene Soares no Aeroporto Internacional Tom Jobim.

Os quatro apresentavam sintomas similares aos da gripe suína. Segundo a TAM, cerca de 20 pessoas "manifestaram desconforto" e não embarcaram. "Como não quiseram seguir viagem naquele voo, foram reacomodados em outros voos", informou a empresa. Segundo a Anvisa, o procedimento adotado pela TAM foi correto e não havia risco para os demais passageiros: "As pessoas precisam se tranquilizar. Com as recentes alterações no protocolo, casos semelhantes vão ser cada vez mais recorrentes. A orientação é essa mesmo."

Segundo passageiros, funcionários da TAM teriam orientado aqueles que estavam do meio para o fim da aeronave a também usar máscaras, por conta da proximidade com a família supostamente infectada. De acordo com a TAM, foram colocadas máscaras à disposição de todos. Além do uso de máscara por quem está com suspeita da doença, a Anvisa também recomenda às companhias aéreas uma "margem de segurança" na acomodação dentro da aeronave: as cadeiras ao lado, à frente e traseiras devem estar vazias. "Seguimos todas as recomendações", informou a TAM.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG