Greve na Aerolíneas Argentinas atrasa voos para o Brasil

Buenos Aires, 2 dez (EFE).- Uma greve sindical de funcionários da Aerolíneas Argentinas obrigou a companhia aérea a adiar a saída de três voos com destino a Brasil, Austrália e Nova Zelândia, informaram fontes da empresa.

EFE |

Por causa da paralisação, também foram desviados os aviões a caminho de Montevidéu (Uruguai) e Assunção (Paraguai) que fariam escala em Buenos Aires.

As decolagens da Aerolíneas Argentinas que atrasaram tinham como destino as cidades de São Paulo, Sydney (Austrália) e Auckland (Nova Zelândia). Segundo informações, os passageiros desses três voos encontram-se no Aeroporto Internacional de Ezeiza, localizado nos arredores de Buenos Aires e o maior do país.

A paralisação de funcionários da companhia foi convocada pela Associação Argentina de Aeronavegantes (AAA), devido a conflitos internos na entidade, que agrupa aeromoças e comissários de bordo.

No entanto, os outros cinco sindicatos do setor aeronáutico argentino aderiram à greve.

"Devido à surpreendente medida de força, as operações do dia serão afetadas por atrasos e/ou cancelamentos", informou a Aerolíneas Argentinas em nota.

"Esta medida afetará toda a atividade aerocomercial do país", acrescentou a companhia, administrada pelo Estado desde julho de 2008.

Diante da quase total paralisação das atividades no aeroporto de Ezeiza, os voos de todas as companhias que se dirigem a Buenos Aires foram desviados para Assunção e Montevidéu. EFE cw/sc

    Leia tudo sobre: tráfego aéreo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG