Cerca de 500 mil passageiros da rede ferroviária do Rio de Janeiro foram prejudicados hoje por conta da greve dos maquinistas, iniciada por volta da meia-noite. De acordo com a Supervia Concessionária de Transporte Ferroviário, 30% dos funcionários aderiram à greve e a concessionária está atendendo a pelo menos 80% da demanda nesta manhã, o que provoca o aumento do tempo de espera entre as composições.

A circulação de trens nos ramais Belford Roxo e Saracuruna foi suspensa e o intervalo entre composições no ramal Santa Cruz e Japeri está em 15 minutos. Já no ramal Deodoro o intervalo é de 20 minutos.

Segundo a Supervia, que administra os cinco ramais que passam por 11 cidades, cerca de 500 mil passageiros passam por dia pelas 89 estações. O aviso da greve foi comunicado à empresa na última quinta-feira pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona da Central do Brasil, de acordo com a Supervia. Segundo a Supervia, os trabalhadores reivindicam reajuste de 80% do piso salarial de maquinistas, adicional de 5% para os maquinistas que fizerem a locução de avisos para a população, adicional de 10% para os maquinistas, redução da carga horária semanal de 40 horas para 36 horas para humanização do trabalho, entre outros pedidos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.