Greve de trens prejudica cerca de 500 mil pessoas no RJ

Cerca de 500 mil passageiros da rede ferroviária do Rio de Janeiro foram prejudicados hoje por conta da greve dos maquinistas, iniciada por volta da meia-noite. De acordo com a Supervia Concessionária de Transporte Ferroviário, 30% dos funcionários aderiram à greve e a concessionária está atendendo a pelo menos 80% da demanda nesta manhã, o que provoca o aumento do tempo de espera entre as composições.

Agência Estado |

A circulação de trens nos ramais Belford Roxo e Saracuruna foi suspensa e o intervalo entre composições no ramal Santa Cruz e Japeri está em 15 minutos. Já no ramal Deodoro o intervalo é de 20 minutos.

Segundo a Supervia, que administra os cinco ramais que passam por 11 cidades, cerca de 500 mil passageiros passam por dia pelas 89 estações. O aviso da greve foi comunicado à empresa na última quinta-feira pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona da Central do Brasil, de acordo com a Supervia. Segundo a Supervia, os trabalhadores reivindicam reajuste de 80% do piso salarial de maquinistas, adicional de 5% para os maquinistas que fizerem a locução de avisos para a população, adicional de 10% para os maquinistas, redução da carga horária semanal de 40 horas para 36 horas para humanização do trabalho, entre outros pedidos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG