Greve de policiais civis em Alagoas completa um mês

Na sexta-feira, policiais civis e outras categorias em greve farão um apitaço contra o Governo do Estado

AE |

selo

A greve dos policiais civis de Alagoas completou um mês nesta quinta-feira . A paralisação da categoria fechou praticamente todas as delegacias de polícia do Estado e não tem previsão de quanto irá acabar, já que prevalece o impasse por causa das reivindicações da categoria e a contraproposta salarial feita pelo governo do Estado.

Para tentar abrir um canal de negociação com o governo, os policiais civis se juntaram a outras categorias em greve e realizam na sexta-feira (27) um "apitaço" contra o governo do Estado. Cerca de sete mil apitos e narizes de palhaço foram comprados para distribuir entre os manifestantes. Os organizadores do protesto pretendem colocar nas ruas cerca de 10 mil pessoas no centro do Maceió.

A manifestação está sendo organizada pelo Comando Unificado dos Servidores Públicos e conta com o apoio da Central Única dos Trabalhadores em Alagoas (CUT/AL). Além dos policiais, participam do protesto várias categorias em greve, a exemplo dos trabalhadores da educação, dos policiais militares, dos servidores do fisco, dos funcionários da Secretaria de Agricultura e órgãos ligados à defesa animal e ao meio ambiente.

    Leia tudo sobre: grevepoliciais civisalagoasapitaço

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG