Greve da Polícia Civil entra no sétimo dia com adesão de 90%, diz sindicato

SÃO PAULO - A greve dos policiais civis do Estado de São Paulo entra no seu sétimo dia nesta segunda-feira e já atinge mais de 90% das delegacias da capital e do interior, segundo a Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (ADPESP). A categoria está paralisada desde a última terça-feira e planeja um ato para a próxima terça, quando representantes de várias cidades devem se reunir em São Paulo.

Redação |

Acordo Ortográfico

Ainda na tarde desta segunda-feira os representantes dos sindicatos dos policiais civis se reunem para divulgar um balanço do movimento e as possibilidades de entrar na Justiça do trabalho. Começou, também nesta segunda, um mapeamento para saber quais delegacias estão registrando os boletins de ocorrência.

Secretaria

Nota distribuída pela Secretaria de Segurança Pública não comenta o nível de paralisação nas delegacias, mas acusa a categoria de intransigência. "Não querem dialogar. Optaram pela intransigência e pelo risco", diz a nota.

Embora se diga aberta ao diálogo, a secretaria, afirma que "não se pode colocar em jogo a segurança dos cidadãos e o governo vai às últimas conseqüências para evitar que isso aconteça. A Secretaria de Segurança Pública está atenta a todos os abusos e vai reportá-los prontamente à Justiça, além de agir para que a população não seja atingida, mobilizando todos os seus recursos nesse sentido."

Para o governo, as reivindicações da categoria são podem ser atendidas. Somados, alega o governo, os pedidos "representariam um acréscimo de R$ 3 bilhões à folha de salários da Polícia Civil, hoje da ordem de R$ 7 bilhões anuais".

Leia mais sobre: greve

    Leia tudo sobre: grevepolicia civil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG