Seis manifestantes do Greenpeace fizeram na manhã de hoje um rápido protesto perto da rampa do Palácio do Planalto contra o desmatamento na Amazônia. O grupo exibia macacões de bombeiro com os nomes dos ministros Reinhold Stephanes (Agricultura), Dilma Rousseff (Casa Civil) e Alfredo Nascimento (Transportes), que representam, segundo a Organização Não-Governamental (ONG), os setores que mais contribuem para a destruição da floresta.

Eles exibiam também um capacete com o nome do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em comunicado distribuído durante a manifestação, que durou cerca de 15 minutos, o Greenpeace afirma que nos últimos 40 anos a Amazônia perdeu mais de 700 mil km² de sua cobertura original. A ONG reclama especialmente das obras de melhoria da BR-163, entre Pará e Mato Grosso, que estariam atingindo comunidades indígenas e destruindo a floresta no entorno.

A intenção dos integrantes do movimento era entregar os macacões e o capacete no Palácio do Planalto, mas foram impedidos de se aproximar por cerca de 30 homens deslocados para reforçar a segurança do prédio. Não houve tumulto. Os manifestantes deixaram a calçada do Palácio e continuaram a manifestação na Praça dos Três Poderes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.