Governo venezuelano abre novo processo contra a opositora Globovisión

O órgão público que regula as telecomunicações na Venezuela (Conatel) abriu abriu um novo processo contra o canal de tv privado Globovisión por sua suposta contribuição para atos delituosos, segundo declarações desse canal nesta terça-feira.

AFP |

Funcionários do Conatel visitaram o canal para comunicar oficialmente o novo processo, que diz respeito a declarações do diretor de um jornal local em um programa da Globovisión, em outubro de 2008, que afirmou que o presidente Hugo Chávez deveria acabar como Benito Mussolini, "pendurado com a cabeça para baixo".

A Globovisión é um canal de notícias 24 horas muito crítica em relação ao governo e considerada terrorista pelo presidente.

No início de junho, o canal recebeu a notificação de duas multas no total de 3,1 milhão de dólares.

bl/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG