Governo terá de explicar carona em avião presidencial

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara aprovou hoje requerimento de informações ao Ministério da Defesa para que os deputados da Casa tenham acesso à lista de cerca de 15 passageiros que teriam utilizado um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) como convidados do empresário Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, filho do presidente da República. Lulinha e amigos voaram de São Paulo para Brasília a bordo do Boeing 737 presidencial, conhecido como Sucatinha.

Agência Estado |

Segundo a Comissão, o governo terá o prazo de 30 dias para responder ao requerimento, de autoria do deputado Duarte Nogueira (PSDB-SP). A oposição, inicialmente, queria a convocação dos ministros da Defesa, Nelson Jobim, e Jorge Félix, do Gabinete de Segurança Institucional, para explicarem a "carona" na aeronave presidencial.

Por pressão da base governista e acordo com os demais parlamentares, o tucano aceitou substituir a convocação pelo pedido de informações ao governo. A assessoria da FAB afirma que, como o Boeing estava à disposição da Presidência, a Força não tem controle de lista de passageiros e de itinerário.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG