Governo suspende 975.601 benefícios do Bolsa-Família

Por falta de atualização cadastral, o pagamento de 975.601 benefícios do Bolsa Família foram bloqueados neste mês.

Agência Estado |

Segundo informações do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e Combate à Fome (MDS), as famílias tinham o prazo até 31 de outubro para atualizarem os dados cadastrais.

Para regularizar a situação e ter o benefício desbloqueado, as famílias devem procurar o gestor municipal do programa, desde que, segundo o MDS, se enquadrem no critério do Bolsa-Família, ou seja, que a renda mensal per capital seja de até R$ 140,00. O ministério ainda avisa que, a partir de janeiro de 2010, o benefício que ainda estiver bloqueado por falta de revisão cadastral será cancelado.

Entre os benefícios bloqueados, 165.444 são de famílias do Estado de São Paulo; 97.322 da Bahia; 91.663 de Minas Gerais; 62.601 do Rio de Janeiro; e 59.086 de Pernambuco.

O programa atende a um total de 12,4 milhões de famílias em todos os municípios brasileiros. Segundo dados do MDS, são transferidos cerca de R$ 1,1 bilhão por mês para as famílias atendidas pelo programa. Para garantir o benefício, esclarece o ministério, as famílias precisam atualizar os dados, como renda, endereço, escola dos filhos, pelo menos a cada dois anos.

Além disso, é preciso manter os filhos na escola e a agenda de saúde deve estar em dia. "A medida adotada pelo MDS é um dos mecanismos de controle do programa de transferência de renda que atende 12,4 milhões de famílias em todos os municípios brasileiros", justifica o MDS em nota divulgada à imprensa.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG