de gripe A H1N1) no País. No lugar dos 627 casos anunciados no domingo, o total de ocorrências da doença no País é de 625." / gripe suína no Brasil; total vai a 625 - Brasil - iG" / de gripe A H1N1) no País. No lugar dos 627 casos anunciados no domingo, o total de ocorrências da doença no País é de 625." /

Governo retifica total de casos de gripe suína no Brasil; total vai a 625

O Ministério da Saúde corrigiu nesta segunda-feira o número total de casos de gripe suína (rebatizada http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/04/30/oms+decide+mudar+nome+da+gripe+suina+5867916.html target=_topde gripe A H1N1) no País. No lugar dos 627 casos anunciados no domingo, o total de ocorrências da doença no País é de 625.

Redação |

Estes dois casos a mais divulgados no domingo (um em Minas Gerais e um no Paraná), foram excluídos por duplicidades no banco de dados. Uma ocorrência que havia sido registrada incorretamente em Minas Gerais foi transferida para Santa Catarina.

O ministério ressalta que este número de ocorrências está sendo acumulado desde o dia 8 de maio e quase todos os pacientes já receberam alta ou estão em processo de recuperação.

Segundo nota do Ministério, entre as 21h de domingo e as 13h de segunda-feira, não houve o recebimento de laudos por parte dos três laboratórios de referência para diagnóstico da doença no Páis: a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz/RJ), o Instituto Evandro Chagas (IEC/PA) e Instituto Adolf Lutz (SP).

Reuters

Brasil registra 625 casos da gripe

São Paulo tem o maior número de infectados (308) e é seguido por Minas Gerais (67) e Rio de Janeiro (66). Santa Catarina teve 46 doentes e Rio Grande do Sul, 40. Apesar de 142 pacientes terem contraído o vírus dentro do Brasil, o Ministério da Saúde considera a transmissão limitada, sem evidências de sustentabilidade, pois todos os casos têm vínculo com infecções no exterior.

Segundo o Ministério, os principais locais de provável infecção dos casos importados foram Argentina (235 casos), Estados Unidos (81) e Chile (33). Até o dia 28, o Brasil registrava 673 casos suspeitos.

Primeira morte

Neste domingo foi anunciada a primeira morte por "gripe suína" no Brasil. Um caminhoneiro de Erechim, interior do Estado do Rio Grande do Sul, morreu em razão da doença.

Segundo o ministro José Gomes Temporão, o homem havia voltado de uma viagem de sete dias à Argentina quando começou a apresentar os sintomas.

Mudança de protocolo

Devido ao aumento do número de casos suspeitos, o Ministério da Saúde vai ampliar os cuidados para reduzir o potencial de resistência do vírus ao tratamento e, assim, evitar que mais pessoas tenham reações à medicação.

O tratamento dos pacientes será modificado a partir desta sexta-feira. Para evitar que que vírus desenvolva resistência ao medicamento fosfato de oseltamivir, por causa do grande número de pessoas que já tomaram essa medicação, a partir de agora apenas vai receber esse tratamento as pessoas que apresentarem uma piora do seu estado de saúde nas primeiras 48 horas desde os sintomas iniciais.

Também receberão o fosfato de oseltamivir as pessoas que estão em um quadro de risco, como crianças menores de dois anos, idosos acima dos 60 anos, pessoas com imunodepressão, diabetes, cardiopatia, doença pulmonar ou renal crônica.

O Ministério da Saúde informa que há um estoque de medicação suficiente no País e que ainda possui, em estado bruto, 9 milhões de unidades prontas para serem encapsuladas.

Entenda:

Leia também:

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG