Governo reduz a zero imposto de importação de etanol

BRASÍLIA (Reuters) - O governo brasileiro decidiu reduzir para zero, temporariamente, a alíquota do imposto de importação sobre o etanol, informou a Câmara de Comércio Exterior nesta segunda-feira. A eliminação da taxação sobre etanol importado entrará em vigor depois de o governo concluir a inclusão do produto na lista de exceções do Mercosul e publicar oficialmente a medida.

Reuters |

A alíquota zero para o etanol deverá vigorar, a princípio, até 31 de dezembro de 2011, informou a Camex.

"A referida alteração é coerente com as reivindicações brasileiras frente a diversos mercados internacionais, no sentido de eliminar as barreiras tarifárias e não tarifárias impostas ao produto", informou a entidade do governo.

A eliminação do imposto de importação ao etanol era uma reivindicação do próprio setor produtor no Brasil, que pretende, com a medida, aumentar a pressão sobre outros países para que também liberalizem o comércio internacional do produto.

O Brasil praticamente não importa etanol de outros países, já que é um dos produtores mais competitivos, mas traders norte-americanos chegaram a avaliar eventuais exportações do combustível para o mercado brasileiro recentemente, quando os preços locais do álcool subiram bastante em meio à entressafra.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG